Entrevistas

“A comparticipação de daratumumab em 1.ª linha permite que um maior número de doentes tenha acesso a este fármaco em combinação com protocolos como Rd ou VMP e VTd”

12 maio 2022

A utilização de daratumumab em primeira linha foi avaliada em doentes elegíveis (estudo CASSIOPEIA) e inelegíveis para transplante (nos ensaios MAIA e ALCYONE). Os resultados destes estudos estiveram na base da aprovação do anticorpo monoclonal anti-CD38 (daratumumab) como estratégia de tratamento de primeira linha do mieloma múltiplo (MM). Nas palavras da Prof.ª Doutora Catarina Geraldes, atual diretora do Serviço de Hematologia Clínica do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), esta comparticipação irá ampliar o acesso de “um maior número de doentes a terapêuticas inovadoras”, que demonstraram benefício face aos tratamentos clássicos.

Newsletter

Agenda

Agenda News Farma

Hematologia e Oncologia, 27, setembro 2019

Opinião

Transplantação de medula óssea e infeção por citomegalovírus
Prof. Doutor Manuel Abecasis, diretor do Departamento de Hematologia do IPO de Lisboa

PUB

Apoios

AbbVieAMGENBayerCSL BehringGileadJanssen

 

NovartisPfizerRocheTakeda

 

Logo