Atualidade

14 Fev. 2022

As células estaminais do tecido do cordão umbilical são capazes de atenuar a lesão neurológica decorrente de um traumatismo cranioencefálico, com possível impacto na minimização das sequelas e melhor recuperação dos doentes. A conclusão é do estudo em modelo animal, publicado na revista científica Brain Research, que indica que este efeito benéfico se deve às características anti-inflamatórias e regenerativas destas células.

14 Fev. 2022

O polatuzumab vedotina acaba de ser financiado em Portugal, dois anos depois de ser aceite na Europa, para o tratamento de doentes adultos com linfoma não Hodgkin difuso de grandes células B (LNH DGCB) recidivante/refratário, que não sejam elegíveis para transplante de células estaminais hematopoiéticas.

14 Fev. 2022

Os sistemas sociais e de saúde em todo o mundo “estão a falhar” ao não oferecer cuidados adequados e com maior compaixão às pessoas que estão a morrer e às suas famílias, indicou uma investigação publicada na revista Lancet.

31 Jan. 2022

No rescaldo da ASH 2021, o Dr. Guilherme Mendes Sapinho, interno do 4.º ano de Hematologia Clínica no Centro Hospitalar e Universitário de Lisboa Norte (Hospital de Santa Maria), destacou alguns dos trabalhos que avaliaram novas estratégias de terapêutica no tratamento das síndromes mielodisplásicas (SMD) e da leucemia mieloide aguda (LMA). 

31 Jan. 2022

A Gilead Sciences e a Kite anunciaram a abertura das candidaturas em doenças hematológicas malignas para o Gilead Research Scholars 2022, um programa que oferece apoio financeiro a jovens investigadores para ajudar a impulsionar descobertas médicas nas áreas de doenças hematológicas malignas, tumores sólidos, VIH, doenças hepáticas e antifúngicas.

31 Jan. 2022

As células estaminais do tecido do cordão umbilical têm a capacidade de melhorar a função hepática e aumentar a sobrevivência de doentes com cirrose hepática descompensada, decorrente da infeção pelo vírus da hepatite B. Os novos dados, publicados recentemente na revista científica Hepatology International, demonstram o benefício destas células no tratamento de doenças do fígado em estado avançado.

31 Jan. 2022

O Instituto Português do Sangue da Transplantação (IPST) apela para o contributo de todos os potenciais dadores, numa “altura particularmente exigente” devido à pandemia e perante “uma grande dificuldade em manter estáveis as reservas de componentes sanguíneos”.

17 Jan. 2022

Uma criança de quatro anos, diagnosticada com uma doença rara que lhe provocou insuficiência medular grave, recuperou após um transplante com células estaminais do sangue do cordão umbilical. O caso foi publicado na revista médica Pediatric Transplantation, realçando a importância do sangue do cordão umbilical como fonte de células estaminais para transplante hematopoiético.

17 Jan. 2022

A síndrome de Hurler pode causar problemas cognitivos, musculoesqueléticos, cardíacos e respiratórios, aumento do volume do fígado e do baço e alterações na visão e audição. Uma nova abordagem terapêutica complementar pode ajudar a melhorar os resultados dos transplantes de sangue do cordão umbilical.

17 Jan. 2022

Segundo o jornal The New York Times, uma pessoa diagnosticada com diabetes tipo 1 foi dada como curada da patologia depois de ter sido submetida a um novo tratamento à base de células estaminais.

Newsletter

Agenda

Agenda News Farma

Hematologia e Oncologia, 27, setembro 2019

Opinião

Transplantação de medula óssea e infeção por citomegalovírus
Prof. Doutor Manuel Abecasis, diretor do Departamento de Hematologia do IPO de Lisboa

PUB

Apoios

AbbVieAMGENAstellasBayerCSL BehringGilead

 

GSKJanssenMSDNovartis

 

PfizerRocheSanofiTakeda

Logo