Atualidade

16 Nov. 2018

Estão abertas as candidaturas à “Bolsa Neoplasias B Células Maduras”, uma iniciativa da Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL) e da Sociedade Portuguesa de Hematologia (SPH), com apoio da biofarmacêutica Gilead Sciences. A bolsa tem o montante de 15 mil euros e será atribuída a um projeto de investigação em neoplasias de células B maduras.

12 Nov. 2018

A edição de 2018 da Reunião Anual da Sociedade Portuguesa de Hematologia (SPH), que decorre de 15 a 17 de novembro, em Vilamoura, receberá a presença de cerca de 500 especialistas de várias áreas, que se cruzam com a Hematologia.

12 Nov. 2018

“Are we closer to cure leukemia? from target to personalized therapy” é o mote de um dos Cursos pré-Reunião Anual da Sociedade Portuguesa de Hematologia (SPH) 2018, promovido pela Novartis. Agendado para a manhã do dia 15 de novembro, entre as 09h00 e as 13h00, o Curso vai contar com a moderação da Dr.ª Aida Botelho de Sousa, presidente da Comissão Organizadora da Reunião.

12 Nov. 2018

À semelhança de edições anteriores, a Reunião Anual da Sociedade Portuguesa de Hematologia (SPH) 2018 conta com um programa autónomo, especificamente dirigido a enfermeiros que cuidam dos doentes hematológicos. Este programa, abrangente e transversal, procura refletir sobre as melhores práticas na área da Enfermagem, promovendo, simultaneamente, a partilha de experiências de cada serviço.

12 Nov. 2018

No âmbito da Reunião Anual da Sociedade Portuguesa de Hematologia (SPH) 2018, que vai decorrer entre os dias 15 e 17 de novembro, no Algarve, a Takeda promove a iniciativa 1000 Cranes of Hope, uma ação da farmacêutica a nível global que procura recolher desejos de doentes, familiares, profissionais de saúde e colaboradores da empresa que diariamente lutam contra o cancro, tendo como fim último ajudar várias organizações profissionais e de solidariedade.

09 Nov. 2018

A farmacêutica AbbVie anunciou que a Comissão Europeia (CE) aprovou o pedido de alteração de tipo II para venetoclax em combinação com rituximab para o tratamento de doentes adultos com leucemia linfocítica crónica em recaída/refratária (LLC R/R) que receberam pelo menos uma terapêutica prévia. Esta aprovação permite que mais doentes sejam tratados com venetoclax em tratamento de segunda linha e possibilita aos médicos receitarem este fármaco a uma população mais abrangente de doentes com LLC R/R do que a indicação anteriormente aprovada na União Europeia (UE) para venetoclax em monoterapia. A aprovação é válida em todos os 28 estados-membros da UE, bem como na Islândia, Liechtenstein e Noruega.

05 Nov. 2018

“Tratamento do mieloma múltiplo (MM) em recaída” é o tema de um dos cursos promovidos no âmbito da Reunião Anual da Sociedade Portuguesa de Hematologia (SPH) 2018, a decorrer no próximo dia 15 de novembro, moderado pela Dr.ª Graça Esteves. Contando com o patrocínio da Amgen, a formação visa, por um lado, fazer uma revisão dos endpoints a considerar aquando da análise dos resultados de estudos em MM e avaliar o porquê da sua importância, e, por outro lado, fazer uma revisão das opções disponíveis atualmente para o tratamento do MM em recaída.

 

22 Out. 2018

A Associação Portuguesa para o Estudo da Anemia realiza, nos próximos dias 23 e 24 de novembro, no VIP Executive Art’s Hotel em Lisboa, a Reunião “Anemia 2018 – À Procura de Novos Paradigmas”. A iniciativa conta com o patrocínio científico da Sociedade Portuguesa de Hematologia (SPH).

22 Out. 2018

O Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST), através da Coordenação Nacional de Transplantação, reporta anualmente a atividade nacional de doação e transplantação de órgãos para diversas entidades internacionais. De acordo com os dados preliminares referentes a 2017, Portugal apresenta-se na 2.ª posição a nível internacional no que respeita à doação de órgãos provenientes de dador falecido, registando 34 dadores/pmh, o que representa a subida de um lugar relativamente a 2016.

15 Out. 2018

Brentuximab vedotina demonstrou uma melhoria estatisticamente significativa da sobrevivência livre de progressão em doentes com linfoma de células T periféricas, em combinação com CHP (ciclofosfamida, doxorrubicina, prednisolona), quando comparado com CHOP (ciclofosfamida, doxorrubicina, vincristina, prednisolona). Os resultados, anunciados pela Takeda, foram obtidos no âmbito do ensaio clínico de fase III ECHELON-2.

 

Newsletter

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

Opinião

Transplantação de medula óssea e infeção por citomegalovírus
Prof. Doutor Manuel Abecasis, diretor do Departamento de Hematologia do IPO de Lisboa

PUB